29 de setembro de 2010

Posthuman Tantra é capa da revista BioElectric # 6 (Vol. 7) - Enviado por Edgar Franco


A revista virtual BioElectric, um dos mais importantes veículos informacionais da cena eletrônica underground brasileira, dedicou a capa de sua edição 06 (VOL.7) ao Posthuman Tantra.

A matéria, de 8 páginas, destaca a trajetória da banda e o novo álbum "Transhuman Reconnection Ecstasy" (Legatus Records, Suíça).

No editorial da revista, o articulista Marcus Asbar ressalta:

"Agora temos com o Posthuman Tantra, já consolidado no cenário internacional, um forte motivo para festejar o lançamento de seu segundo álbum, diretamente no mercado europeu pelo selo suíço Legatus Records. [...] O que queremos destacar é a trajetória trilhada por um trabalho independente que consegue ir além do convencional e acredita na arte sonora que desenvolve."

Leia a revista no link abaixo (onde também pode ser baixada):
http://www.issuu.com/bioelectric/docs/be_0612_abr10_issuu
___________________________________________
Prof. Dr. Edgar Silveira Franco
Ph.D. in Arts & Multimedia Artist
FAV- UFG (Federal University of Goiás)
Phone (voice): +55 62 3268 3879
Brazil.
www.posthumantantra.legatusrecords.net
www.myspace.com/posthumantantras
www.fotolog.net/edgar_franco

22 de setembro de 2010

BLACK CAT - 1 ANO - PROGRAMAÇÃO




21 de setembro de 2010

Hajime Sorayama Gallery VI
















20 de setembro de 2010

Hajime Sorayama Gallery V









18 de setembro de 2010

Hajime Sorayama Gallery IV









17 de setembro de 2010

Hajime Sorayama Gallery III












13 de setembro de 2010

Hajime Sorayama Gallery II















12 de setembro de 2010

Hajime Sorayama Gallery I















A Erotizante Positiva Hipnose Da Erótica Arte De Hajime Sorayama


"Os afetos que dizem sim: o orgulho, a alegria, a saúde, o amor do sexo, a inimizade e a guerra, a veneração, os belos gestos, maneiras, a vontade forte, o cultivo da alta espiritualidade, a vontade de poder, a gratidão à terra e à vida – tudo que é rico e que quer doar, e que presenteia, doura, eterniza e diviniza a vida – toda a potestade das virtudes transfiguradoras... tudo o que abençoa, que diz sim, que afirma fazendo -."


Friedrich Nietzsche




Inomináveis Saudações a todos vós, cadáveres leitores.


Sim ao transcendente do Sexo.


Sim ao imanente do Sexo.


Sim ao todo do Sexo.


Sim ao valor do Sexo.


Sim à transvaloração do Sexo.


Sim ao odor do Sexo.


Sim ao teor do Sexo.


Sim ao vital do Sexo.


Sim à poética do Sexo.


Sim à linguagem do Sexo.


Sim à mensagem do Sexo.


Sim à eternidade do Sexo.


Sim à alegria do Sexo.


Sim à energia do Sexo.


Sim à realização do Sexo.


Sim à realidade do Sexo.


Sim às faculdades do Sexo.


Sim às criações do Sexo.


Sim aos ensinamentos do Sexo.


Sim à magia do Sexo.


Sim à religião do Sexo.


Sim ao poder do Sexo.


Sim à vontade do Sexo.


Sim ao sabor do Sexo.


Sim aos pratos do Sexo.


Sim aos detalhes do Sexo.


Sim às sutilezas do Sexo.


Sim à alma do Sexo.


Sim ao espírito do Sexo.


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


Sim Sim Sim Ao Sexo!


A fantasia erótica mais suprema pode-se dizer que passa dentro de nossas mentes e é um Sim abordante de toda a sequência de fenômenos que ocorrem relacionados aos carnais prazeres. Há um reduto insondável de nossa interna natureza frequentemente querendo abordar a nossa consciência, mas abortamos essa tendência devido ao moralismo vigente em nossa sociedade. Mas, quem nunca desejou uma professora na escola ou na faculdade apenas olhando para ela enquanto dá-se a explicação de uma matéria? Quem, também, não sentiu o mesmo em relação a um professor? E no ônibus, olhando para o lado, sentado ou em pé, não teve a suprema vontade de envolver-se no enredo da pele de um homem ou de uma mulher? Claro está que todos nós, seres humanos, tão fracos na carne que sustenta o espírito eterno que somos, nos debruçamos sobre capas e máscaras diversas para não agirmos como simples animais. Refinamos nossas tendências primitivas e bestiais, tencionando estabelecer uma forma de fazer a serpente kundalínea ascender e, não, diretamente descer e lá embaixo permanecer. Refinamos tais agressivas sexuais características, as quais são mui naturais, não são condenatórias, porém, já imaginaram como seria se nos fosse possível realizar a todo momento e a todo lugar as nossas mais íntimas e secretas fantasias? Não devemos defender aqui um torpe moralismo, este blog e todo este trabalho se amparam em elementos subculturais e contraculturais; elementos que, quando entendidos ao modo básico de raciocínios além do senso comum que sempre aborta o entendimento do diferente da parte dos que se dizem "normais", solucionam todos os casos de prisões internas que afogam a sexualidade nossa.


E como desviar toda a nossa agressividade sexual inata sem deixar de dizer Sim à mesma? Como podemos nos tornar parte de um algo maior dentro de nós mesmos aparando as arestas da desenfreada sexualidade sem deixar de dizer Sim à mesma? Há um caminho plausível. Há um caminho viável. Há um caminho possível. Há um caminho agradável. A Arte é uma via obrigatória e, até, necessária para os que possuem um talento inato n'alma. Poesia, Literatura, Pintura, Desenho, Arte Digital, Ilustração... No caso especificamente do artista que este artigo analisa, Hajime Sorayama, a Ilustração foi o meio, muito bem escolhido, para a exibição de um poderosíssimo instinto sexual realizador de imagens que nos hipnotizam. É uma hipnose cáustica na medida em que nos damos conta da necessidade de nos deliciarmos com a sedutora explosão de cada imagem. É uma hipnose detonante de nossa própria libido, esta fera interior que, quando controlada e amenizada, pode nos tornar Deuses de nós mesmos. É uma hipnose naturalizante da própria Arte Sexual, na qual uma mulher pode aprender a reconhecer-se e um homem pode tomar conta de um sentido novo para as suas atitudes sensuais em relação à sua companheira. É uma hipnose homo e heterossexual, a todos as ilustrações de Sorayama se direcionam, não ha específico público e nem fixo atender a um determinado grupo sexualmente conhecido e reconhecível no mundo. É uma hipnose posicionante de nossos desejos sem uma linguagem abstrata ou concreta, sem uma limitação de abordagens diretas e idiretas, apenas residindo em suas fundamentações uma tectônica energia arrasadora e abrasadora dos ditames de nossas carnes.


A hipnose diz SIM à nossa sensualidade!


A hipnose diz SIM à nossa sexualidade!


A hipnose diz SIM ao nosso poderio sexual!


A hipnose diz SIM aos nossos desejos sexuais!


A hipnose diz SIM aos nossos anseios sexuais!


A hipnose diz SIM aos nossos labirintos sexuais!


A hipnose diz SIM às nossas lagoas sexuais!


A hipnose diz SIM aos nossos mares sexuais!


A hipnose diz SIM aos nossos oceanos sexuais!


A hipnose diz SIM aos nossos universos sexuais!


A hipnose diz SIM aos nossos métodos sexuais!


A hipnose diz SIM às nossas escolhas sexuais!


A hipnose, exageradamente, é um fim aberto ao nosso início quando nos aprofundamos na Arte de Sorayama. Ele não quer contar histórias. Ele não quer narrar contos. Ele não quer escrever novelas. Ele não quer roteirizar uma sequência de suas obras para um filme. Ele não quer desenvolver uma ciência. Ele não quer desenvolver uma filosofia. Sorayama, o artista, é da mesma escola realista de Courbet: escancara a imagem e aborta todo tipo narrativo de direta ou indireta interpretação. É um meio artisticamente concreto de condensação e densidade de uma particularidade definidora de um mundo no qual transitem apenas os que querem positivamente entregar-se ao contemplar de imagens que, silenciosamente, contraem matrimônio com o mecanismo de nosso estético olhar. O Sim afigura-se presente na mulher de pernas abertas. O Sim afigura-se presente na mulher a mijar. O Sim afigura-se presente na mulher de quatro. O Sim afigura-se presente no olhar das mulheres ilustradas. O Sim afigura-se presente nas roupas e na falta de roupas das mulheres ilustradas. O Sim, este antídoto contra a mesmice moralista, acomoda-se entre nossos momentos de visulização da obra de Sorayama e o êxtase causado pela mesma no decorrer dessa viagem contemplativa na qual as palavras desaparecem qual a fumaça de algo que nunca pegou fogo. O Sim é um fogo brando e selvagem. O Sim é um fogo amplo e rebelde. O Sim é um fogo sábio e irracional. O Sim, este eterno intenso companheiro de viagens dos afirmadores intensos de suas próprias existências, anuncia inícios que socorrem almas e felicitam instintos que a convivência social regrada pelas superstições e proibições religiosas tolas negativamente abrandam. O Sim, este enredo sempre positivista das tendências nativas de nossa alma animal, explora a incessante tomada de consciência nossa e expande a orientação desta na concepção de uma liberdade reigiosamente concentrada na exaltação de todo desejo que viceja imperioso em todos os poros. O Sim, este incendiador de nosso domínio, quando o temos, o domínio sobre nossa carne tão fraca, manifesta em nós a típica posição de aríetes de um jogo sempre novo de cartas que lançadas são para a total satisfação nossa em relação ao poderio de cada sensação rugindo em nossas moradas internas. O Sim, a inspiração do ponto máximo de nossa união com a Verdadeira Liberdade, mesmo que esta seja interna, impulsiona nossa dedicação à construção de um novo rumo para as essências voláteis da sexual necessidade serpenteando em funções específicas até mesmo dentro de nossa alma. O Sim, o objeto maior de toda escolha, seja para a devassidão, para a santificação ou para a neutralidade, eternamente seja o ceifeiro ideal para a colheita toda sagrada da grande riqueza denominada REVOLUÇÃO dentro de nossas almas!


Se te fazes bem, digas SIM a tudo!


Se queres desejar mais, digas SIM a tudo!


Se queres alcançar mais, digas SIM a tudo!


Se queres construir mais, digas SIM a tudo!


Se queres ter mais, digas SIM a tudo!


Se queres ser mais, digas SIM a tudo!


Se querer evoluir mais, digas SIM a tudo!


Um Sim a tudo que é prazeroso e que não seja um crime. Um Sim a tudo que escape da mesmice e hipocrisia do contemporâneo mundo de hoje. Um Sim que se destaque entre todas as decisões produtivas e positivas de tua alma liberta das mesquinharias morais. Um Sim, homem, digno da tua posição no mundo como homem. Um Sim, mulher, digno da tua posição no mundo como mulher. Um Sim que não se escandalize com as imagens a Sorayama inspiradas pela mesma Verdadeira Liberdade da qual acima falei. Um Sim ativo, vigoroso, tanto quanto a presença erotizante de uma imagem de Sorayama. Um Sim possante, inventivo, sólido, tanto quanto o incêndio erotizante de uma imagem de Sorayama. Um Sim determinado, digno, heróico, tanto quanto a sutileza erotizante de uma imagem de Sorayama. Um Sim que responda aos lábios das mulheres de Sorayama. Um Sim que fite os olhos das mulheres de Sorayama. Um Sim que beije o rosto das mulheres de Sorayama. Um Sim que respire no pescoço das mulheres de Sorayama. Um Sim que exerça adoração ao colo das mulheres de Sorayama. Um Sim que chupe os seios das mulheres de Sorayama. Um Sim que santifique os braços das mulheres de Sorayama. Um Sim que transpire supremo e absoluto como a Respiração do Dragão Uno nas mãos das mulheres de Sorayama. Um Sim que enriqueça a cintura das mulheres de Sorayama. Um Sim que envolva o abdômen das mulheres de Sorayama. Um Sim que toque nos quadris das mulheres de Sorayama. Um Sim que explore os pêlos da vulva das mulheres de Sorayama. Um Sim que permita o lamber da vulva das mulheres de Sorayama. Um Sim que permite a introdução da língua, dos dedos e do pênis na vagina das mulheres de Sorayama. Um Sim que permite a fricção de outra vagina na vagina das mulheres de Sorayama. Um Sim que endeuse as nádegas das mulheres de Sorayama. Um Sim que permite a introdução da língua, dos dedos, do pênis e de um consolador no ânus das mulheres de Sorayama. Um Sim que torne imperial as pernas das mulheres de Sorayama. Um Sim que transborde límpido como água advinda da própria Divindade Una aos pés das mulheres de Sorayama.


Um Verdadeiro Sim!


Um Alto Supremo E Absoluto Verdadeiro Sim!


Um Divino Verdadeiro Sim!


SIM!!!


SIM!!!


SIM!!!


SIM!!!


SIM!!!


SIM!!!


SIM!!!


SIM!!!


SIM!!!


Sim eu digo para a apresentação de pequenas galerias de imagens de Sorayama aqui no blog do Projeto C.O.V.A., cujas perspectivas também se direcionam para a Subcultura Erótica, tão discriminada e incompreendida quanto qualquer outra Subcultura. Para a Arte de Sorayama o Projeto C.O.V.A. - Blog diz SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM SIM!!! Que todos vós, cadáveres leitores, digam um SIM assim bem alto em vossas almas e tenham muito prazer na admiração, SEM MODERAÇÃO, das imagens deste espetacular ilustrador japonês.


Saudações Inomináveis a todos vós, cadáveres leitores.


11 de setembro de 2010

Konstantin Alexandroff Gallery I



Worlds Collide - Modelos: Alexandra e Koshka




Walking With Gerald - Modelos: Dina e Gerald (o crânio)




The Dead For The Living - Modelo: Christa




Sin Study




Evolution




Embrace Of Shade - Modelo: Dina




...




Blood Butterfly




7th Pain - Modelos: Dina e Gerald (o crânio)

9 de setembro de 2010

EXOTIC FETISH - ANIVERSÁRIO DE 1 ANO - 11/09/2010 - SÃO PAULO/SP

http://images.paraorkut.com/img/katrixupload/user/12810/2511/2165aaa3b81423c190e2653196ccf7b3.jpg







2 de setembro de 2010

Wave Records - CD's recebidos em 2 de setembro de 2010 - Enviado por Alex Twin

Recebemos mais alguns cds hoje.
Lembrando que o novo Opera Multi Steel está esgotado na versão BOX e temos últimas cópias da edição limitada dupla, depois só o cd normal digipack.
O site está atualizado, incluindo mp3 destes novos títulos para ouvirem.
Abraços
Alex Twin

DESTAQUE:
GLIMMER VOID - PRELUDE TO OBLIVION

Primeiro álbum da banda darkwave / ethereal Grega, após um ótimo Mcd que vendeu bastante,
a banda chega com um excelente álbum, começando pelo ótimo acabamento da embalagem, um livreto em formato A5 com 12 páginas.
Vocal feminino!
R$ 60,00 Correio incluso!


Cds recebidos hoje:
Á;GRUMH - A HARD KNIGHT´S DAY (CD) R$ 70,00
ART ABSCONS - AM HIMMEL MIT FEUER (CD) R$ 55,00
Nova banda em seu álbum de 2010, vindos da Alemanha mas lançados pelo selo grego Dead Scarlet.
Neo Folk, medieval, darkwave. Muito bom! Cd digipack com excelente arte!
ALIEN SEX FIEND - NOCTURNAL EMISSIONS (CD USADO) R$ 25,00
Álbum dos anos 90 da banda, levando o som mais para eletrônica. Usado com marcas.

APOPTYGMA BERZERK - SOLI DEO GLORIA (CD) R$ 50,00
Cd na sua segunda versão capa branca e dourada.
BRENDAN PERRY (DEAD CAN DANCE) - ARK (CD) R$ 60,00
Novo álbum 2010 seguindo a linha dos primeiros trabalhos do Dead Can Dance, Muito bom! Um dos melhores álbuns de 2010 no estilo.
CITY LIMITS - FIRST (CD) R$ 50,00
Álbum da banda de Lilian Vaz, Individual Industry lançado em 1995 na Alemanha.
COMPILATION - ELECTRONIC BODY MUSIC (CD) R$ 60,00
Compilação 2010 da Out of Line!
CULTURE KULTUR - REVENGE (CD) R$ 50,00
Duo Espanhol de EBM / Synth.
CURE - THE TOP (CD) R$ 40,00
Clássico álbum de 1984. Versão Alemã.
FEVER RAY - FEVER RAY (CD) R$ 55,00
Álbum de 2010 da vocalista Karen da banda Sueca The Knife. Entre experimental eletrônica e apocalíptico e sombrio.

FINAL SELECTION - ANTIHERO (CD) R$ 65,00
Raridade da banda Alemã darkwave / synth
FINAL SELECTION - CLOCKWORKS (CD) R$ 55,00
Último álbum da banda de 2009.
FORKYS - MY SPIRIT FREED AT LAST (CD) R$ 55,00
Banda grega entre darkwave e Synth.
GLIMMER VOID - PRELUDE TO OBLIVION (CD) R$ 55,00
Primeiro álbum da banda darkwave / ethereal Grega, após um ótimo Mcd que vendeu bastante,
a banda chega com um excelente álbum, começando pelo ótimo acabamento da embalagem, um livreto em formato A5 com 12 páginas.
Vocal feminino!
IKON - BLUE SNOW RED RAIN (VINIL 10") R$ 60,00
Vinil 10" limitado em 500 lançado pela Apollyon Records. trazendo 6 músicas.
IKON - ON THE EDGE OF FOREVER (CD) R$ 55,00
Ótimo álbum da banda lançado em 2001.
IN MITRA MEDUSA INRI - DREAMS (CD) R$ 60,00
Terceiro álbum da banda Darkwave Alemã.
IN MITRA MEDUSA INRI - WITHOUT A VIEW OF THINGS (CD) R$ 60,00
Último álbum de 2005, trazendo novas músicas da banda.
JAMES RAY & THE PERFORMANCE (ex-Sisterhood) - A NEW KIND OF ASSASSIN (CD) R$ 60,00
Clássico trazendo hits como Eddie e produzido por Andrew Eldrisch (Sisters of Mercy).
JAMES RAY GANGWAR - THIRD GENERATION (CD) R$ 55,00
Terceiro álbum de James Ray.
MADRE DEL VIZIO - UN MONDO DOVE... (CD) R$ 55,00
Banda de Mark Hofmann da abnda Engelstaube. Gothic Rock com vocal Italiano.
MANI DEUM - FIVE INFECTED BLESSINGS (CD) R$ 55,00
Neo Folk, Medieval grego!
NACHTMAHR - MADCHEN IN UNIFORM (CD) R$ 60,00
Cd 2010 deste projeto da banda Alemã L' ame Immortelle, porém EBM / Industrial.
PLACEBO EFFECT - GALLERIES OF PAIN (CD USADO) R$ 50,00
Clássico álbum da banda electro-goth, lançado em 1991 pela Danse Macabre Records. Usado porém raro.
REVOLTING COCKS - BEERS, STEERS & QUEERS (CD SINGLE) R$ 35,00
Single da banda trazendo este clássico de 1992.
SIGLO XX - UNDER A PURPLE SKY (CD) R$ 90,00
Excelente banda Belga dos anos 80, da mesma época que Trisomie 21, Neon Judgement, etc
SIGNAL AOUT 42 - VAE VICTIS (CD DUPLO) R$ 75,00
Álbum 2010 da banda Belga de EBM dos anos 80. Edição dupla limitada. Excelente!
SILKE BISCHOFF - NORTHEN LIGHTS (CD) R$ 60,00
Álbum da banda darkwave alemã dos anos 90.
SOUTH OF NO NORTH - FELL FROZEN (CD) R$ 55,00
Terceiro álbum da banda Grega Post Punk / Anos 80. Muito Bom!
SOUTH OF NO NORTH - SOUTH OF NO NORTH (CD) R$ 55,00
Banda dos anos 80, em seu primeiro álbum.
THE ILLUSION FADES - PSYCHOBURN (CD) R$ 55,00
Darkwave / Gothic Grego.
TO AVOID - PASSION AND PAIN (CD) R$ 55,00
Novo cd da banda EBM Old School Alemã.
XMARKS & PEDWALK - SEVENTEEN (CD SINGLE) R$ 35,00
Lançado em 2010, com novas músicas.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Affiliate Network Reviews