22 de agosto de 2010

Um clipe agressivo e sem sentido - Enviado Por Edgar Franco




Prezados amigos,

Depois de anunciar a publicação online do novo videoclipe do Posthuman Tantra, algumas pessoas me escreveram dizendo que o acharam agressivo e sem sentido, por isso preparei esse pequeno texto para esclarecer a sua concepção e o ideário que o engendrou.
________________
POSTHUMAN TANTRA: "The Gaia's Holes Ritual" videoclipe - Um Alerta Angustiante em Defesa da Reconexão.

por Edgar Franco




Ressalto inicialmente que o vídeo é um trabalho modesto, foi produzido de forma independente na tradição D.I.Y. com poucos recursos técnicos e financeiros. No clipe, dirigido por Ariadne & Christian Rengstl, com roteiro e direção de arte minhas, parto da simbologia do "Terceiro Olho" da tradição hinduísta, ele é o canal intuitivo para a transcendência.

O videoclipe é uma encenação dramática da desconexão gradativa da espécie humana com a natureza. Ele começa com algumas imagens de natureza e sons de pássaros mas já denota o processo gradativo de desconexão - pois a montanha aparece atrás de grades, as plantas por detrás de um buraco na parede e o céu refletido em uma poça d'água num piso de concreto.

O cântico de pássaros, simulado por mim com um apito indígena pataxó, é uma espécie de lamento prenunciando o desligamento homem-natureza. Logo depois a música torna-se dramática com uma percussão que representa o batimento cardíaco de Gaia acelerando, pois ela está sendo tragicamente ferida.

O terceiro olho surge na mão esquerda, ele significa a conexão intuitiva com Gaia e o Cosmos, mas no final da animação do olho ele se fecha - simbolizando o desligamento ego-monetarista-tecnológico do homem com sua essência natural.

Depois disso eu - atuando no clipe - passo a representar ritualisticamente a espécie humana e a destruição gradativa da natureza realizada por ela. A faca é o instrumento ritual, exploro buracos múltiplos representando os ferimentos na carne de Gaia, a mãe Terra. Também represento o homem preso em grades egoísticas buscando tudo pra si - a coisificação do mundo - no momento em que minhas mãos saem por detrás de uma porta de ferro como mãos gananciosas buscando pegar o vácuo para si e trazê-lo para sua prisão individualista.

Apareço ainda na escuridão, mas fazendo pose de rei, mais uma vez simbolizando o vazio do poder que exclui o entendimento de que somos todos uma só criatura. Quase ao final, antes de perfurar mais uma vez Gaia com a faca, eu represento o suicídio da espécie humana, simulo a faca rasgando minha mão e meu abdôme - pois na tentativa vã de assassinar Gaia, simplesmente assassinamos a nossa espécie megalomaníaca.

Finalmente, nos últimos segundo do clipe, uma dança acelerada representa a tentativa frustrada da espécie humana de se livrar das consequências de seus atos egocentrados. No desfecho do vídeo eu estou morto sobre uma pilha de "grades" - prisões materiais e coisificadas - a única coisa que conseguimos construir com nossa ânsia de poder e profunda desconexão com Gaia e com o Universo.

O videoclipe é uma ritualização simbólica de nossa relação com o planeta a partir da gradativa evolução tecnológica e simula um possível final trágico para a espécie se a hipertecnologia não resgatar os valores naturais e nos proporcionar uma reconexão com o Cosmos. O objetivo é provocar uma reflexão sobre esses processos. Mesmo que a mensagem não seja absorvida objetivamente, ela funcionará subliminarmente na consciência de quem assistí-lo e será disseminada pelos processos de ressonância mórfica.

________________________________
Prof. Dr. Edgar Silveira Franco
Ph.D. in Arts & Multimedia Artist
FAV- UFG (Federal University of Goiás)
Phone (voice): +55 62 3268 3879
Brazil.
www.posthumantantra.legatusrecords.net
www.myspace.com/posthumantantras
www.fotolog.net/edgar_franco
www.ritualart.net
Share:

0 Ossos Lançados:

Tecnologia do Blogger.

Sobre Esta Cova







Inomináveis Saudações a todos!



Este é o blog do Projeto Companhia De Organizadores De Viagens Abissais (C.O.V.A.), o qual é totalmente voltado para a Arte Sombria, em suas manifestações através da Poesia, Literatura, Pintura, Desenho, Ilustração, Arte Digital, Música, Escultura, Arquitetura, Cinema e novas expressões artísticas e intelectivas que a todo o momento brotam das mentes dos que abordam tal temática. Com o intuito de reunir o máximo possível de artistas e interessados na mesma, então, aqui fundo este blog para divulgar o trabalho realizado nas páginas de mesmo nome existente no Forumeiros, além da elaboração de postagens com assuntos que não está no mesmo disponível.



Bem-vindos, Coveiros e visitantes!



Bem-vindos, cadáveres leitores!



Saudações Inomináveis a todos!



Inominável Ser

O COVEIRO

ADMINISTRADOR



Os Escribas Coveiros

Enterram-Se Nesta Cova:

Blog Archive

Labels

Covas Recomendáveis

Parcerias

Meu Perfil No Facebook

Lápides Eternamente Inderrubáveis

Recent Posts

Unordered List

Inomináveis Saudações! Escolham um de nossos banners e tornem-se Parceiros do Projeto C.O.V.A., enviando-nos o banner e o link de vosso trabalho para este endereço de e-mail: projetocova@gmail.com Design por Laracna D'Angels

Theme Support