21 de fevereiro de 2010

Vampiros Espirituais: Uma Abissal Elementar Capital Verdade - Parte II


A perseguição, o desejo de vingança e a forma de sugar a força vital dos perseguidos, forma que destrói espíritos os mais fortes, pouco a pouco, anuncia a periculosidade do binômio obsessivo-vampírico em todos os casos, os conhecidos e os desconhecidos. Ramatís, em Magia De Redenção, obra psicografada por Hercilio Maes, especificamente no excelente capítulo intitulado Os Males Do Vampirismo, muito mais aprofundadamente do que os autores anteriores, diz-nos que nem sempre é assim, à página 231:




(...)Os vampiros de além-túmulo não se preocupam se as suas vítimas são adversários, amigos ou parentes, pois, na condição de viciados em desespero, eles buscam o tônus vital para a sua revitalização e satisfação dos vícios e perversões a que estavam habituados na Terra. Os ladrões, quando furtam os vossos lares, não o fazem por questão de vingança, mas roubam por necessidade ou porque são vagabundos! Da mesma forma, os espíritos inescrupulosos e viciados do Além, que se aproveitam de sua invisibilidade para saciarem as paixões incandescentes do seu corpo perispiritual, são homens que já viveram na face da Terra, possuiam família e amigos, trajavam à moda do mundo, frequentavam praias, cassinos, cinemas, igrejas e estações de água. Sem dúvida, eles aviltaram-se na vida material sob as algemas dos vícios e das paixões carnais, que os superexcitam após a desencarnação, porque os desejos estão na alma e não no corpo físico!


Quando o desejo atroz, estimulado nos vícios do mundo, domina o espírito sem corpo, ele é capaz das piores vilanias e degradações para a sua satisfação mórbida, assim como acontece com os viciados na cocaína, morfina ou álcool, na Terra. Então, ele avilta-se e vai à inescrupulosidade de furtar as forças nervosas e vitais dos seus próprios familiares!(...)




Ramatis, direto, conciso, preciso e revelador do que muitos espíritos, encarnados e desencarnados, não possuem, muitas vezes, a coragem de revelar. Sendo nosso guia a partir de agora, para que a mendagem direta deste artigo de esclarecimento seja melhor compreendida, vejamos como se organizam os Viciados Do Astral, como podemos denominar muitíssimo bem os Vampiros Espirituais. “Mas, eles são organizados em grupos apenas para sugarem as energias de suas vítimas encarnadas? Não basta apenas o simples desejo de um Vampiro para que ele possa, sozinho, caçar e encontar o veículo mais perfeito para saciar a sua fome?”, perguntam-se alguns de vós; sim, eles são bastante organizados, com lideranças eficazes na perversidade e na recrudescência da objetividade continuista de seus atrozes específicos vampirismos. Retornemos à página 210 do mesmo esclarecedor livro de Ramatis, a citar o tópico primordial dos vitais elementos do Vampirismo Espiritual:



(...)Em torno da Crosta movimenta-se extensa multidão de espíritos exauridos pelas paixões e vícios da carne, famintos de vitalidade e aflitos para obterem o “tônus vital” que perderam e viceja no sangue humano. Eles aceitam qualquer tarefa nefanda, trabalho execrável ou humilhante no Além, desde que possam conseguir o sangue para a sua nutrição mórbida. Tão desesperados, como os viciados pela cocaína, morfina, álcool, acompanham os encarnados na esperança de vampirizá-los na sua fonte de vitalidade, que é o sangue.(...)



A operacionalidade de tais seres na Crosta Terrestre segue, como acima mencionado, uma ordem, pois como seria possível operar desordenadamente na busca pelos prazeres perdidos da materialidade estando na erraticidade sem a condução de espíritos muito mais antigos que, desde épocas imemoriais, dominam as técnicas vampíricas espirituais? Um amontoado de planos são estabelecidos pelos Mentores Das Trevas, Magos Negros de assombrosa genialidade na prática vampírica e no exercício preciso da mais pura Magia Negra, para que as satisfações de seus prazeres sejam positivamente construtivistas para eles mesmos e seus seguidores. Como Ramatis diz à frente:



(...)A disciplina tanto pode existir na prática do bem como no exercício do mal. Em consequência, nas regiões do astral próximo à superfície terrena, existem cooperativas, confrarias e instituições disciplinadas na prática do mal, as quais orientam e controlam milhares de espíritos em atividade pervertida nas tarefas de obsessões e vampirismos. Os seus mentores diabólicos são hábeis e experimentados psicólogos, conhecedores de todas as fraquezas e subversões humanas. Eles pesquisam na crosta terráquea as criaturas mais propensas aos desequilíbrios mentais e emotivos, a fim de transformá-las em fontes gratuitas de fornecimento de substância vital tão cobiçada para o êxito das operações maquiavélicas das sombras.(...)



Pervertidos criminosos de todos os tipos; viciados em drogas constantemente em busca da plena realização do que advoga os seus viciados instintos; buscadores de abismos vários nos descaminhos dos terrenos vários do desequilíbrio: as vítimas maiores, ideais e saborosíssimas dos Vampiros Espirituais. Sempre ao lado de um psicopata, um Vampiro Espiritual a alimentar-se do sangue que ele derrama; sempre ao lado de um estuprador, um Vampiro Espiritual a alimentar-se dos fluidos etéricos transmitidos pelo mesmo contendo as formas mais vis de sentimentos e paixões, incentivando aquele que acompanha ao realizar do estuprar e junto com ele estuprando homem, mulher, criança ou animal; sempre ao lado de um alcóolatra, um Vampiro Espiritual alimentando-se do cheiro e dos princípios ativos da bebida, juntamente com os fluidos vitais da vítima, bebendo junto com esta; sempre ao lado de um devasso perseguidor(a) implacável de prostitutas ou não-prostitutas, de homens ou mulheres, de mulheres e homens, um Vampiro Espiritual dando continuidade ao que realizava quando encarnado, trilhando mui embrutecido e mui determinado a estrada do sexo pelo sexo...


Todo criminoso homicida está vampirizado... Todo criminoso homicida, ao desencarnar, torna-se um Vampiro Bestial que buscará outros de sua tribo, encarnados, para vampirizar... Todo criminoso homicida é já um Vampiro Bestial, isto está claro na maneira dele olhar tudo em redor, na maneira dele sentir tudo em redor, na maneira dele cheirar tudo em redor e na maneira dele se portar em todas as ocasiões (mascarando ou não a sua apocalíptica destrutiva natureza bestial), caçando até encontrar a vítima ideal para satisfazer a sua crueldade infernal... Todo criminoso, Vampiro Bestial Desperto ou Vampiro Bestial Adormecido, faz parte da Confraria Do Sangue Homicida, uma Ordem Iniciática do Astral Inferior cujos Mentores já foram, quando encarnados na Terra, os mais selvagens destruidores de todas as formas de vida conhecidas e desconhecidas pela Humanidade atualmente aqui residente... Todo criminoso homicida, parte Daquela Confraria, tem como lema, consciente ou inconscientemente, buscar sempre derramar pelo mundo sangue, apenas sangue e nada mais do que o sangue, o sangue de culpados e culpados, já que em um mundo imperfeito como este não há seres racionais inocentes...


Sangue...


Eles pedem sangue...


Sangue...


Eles querem sangue...


Sangue...


Eles chamam pelo sangue...


Sangue...


Eles oram pelo sangue...


Sangue...


Eles amam o sangue...


Sangue...


Eles veneram o sangue...


Sangue...


Eles endeusam o sangue...


Sangue...


Eles urram pelo sangue...


Sangue...


Eles sussurram pelo sangue...


Sangue...


Eles beijam o sangue...


Sangue...


Eles abraçam o sangue...


Sangue...


Eles derramam sangue...


Sangue...


Eles adormecem no sangue...



Aguardamos Que Caia

Vosso Sangue

Na Taça De Vinho

Recolhido Da Mesa

De Refeições

Das Trevas,

Beberemos O Rubro

Das Uvas Malditas

E Das Malditas Humanas

Veias

Por Nós Cortadas!


Como Saboroso Líquido

Encantando A Vestimenta

Do Rito Sanguinário

Que Os Tempos Escrevem

Nas Frontes

Dos Errantes Desgraçados

Que Somos,

Ao Abismo Oferecemos

Eternamente O Sangue

Que Bebemos!


Glória

Ao Sangue

Que Bebemos!


Glória

Ao Derramamento

De Sangue

Que Bebemos!


O Verdadeiro Inferno

É Todo Banho

De Sangue

Que Nos Alimenta

E Aquece!


Bandejas

E Mais Bandejas

De Taças

De Vinho

E Sangue,

Que Delícia

De Eterno Momento...

Share:

0 Ossos Lançados:

Tecnologia do Blogger.

Sobre Esta Cova







Inomináveis Saudações a todos!



Este é o blog do Projeto Companhia De Organizadores De Viagens Abissais (C.O.V.A.), o qual é totalmente voltado para a Arte Sombria, em suas manifestações através da Poesia, Literatura, Pintura, Desenho, Ilustração, Arte Digital, Música, Escultura, Arquitetura, Cinema e novas expressões artísticas e intelectivas que a todo o momento brotam das mentes dos que abordam tal temática. Com o intuito de reunir o máximo possível de artistas e interessados na mesma, então, aqui fundo este blog para divulgar o trabalho realizado nas páginas de mesmo nome existente no Forumeiros, além da elaboração de postagens com assuntos que não está no mesmo disponível.



Bem-vindos, Coveiros e visitantes!



Bem-vindos, cadáveres leitores!



Saudações Inomináveis a todos!



Inominável Ser

O COVEIRO

ADMINISTRADOR



Os Escribas Coveiros

Enterram-Se Nesta Cova:

Blog Archive

Labels

Covas Recomendáveis

Parcerias

Meu Perfil No Facebook

Lápides Eternamente Inderrubáveis

Recent Posts

Unordered List

Inomináveis Saudações! Escolham um de nossos banners e tornem-se Parceiros do Projeto C.O.V.A., enviando-nos o banner e o link de vosso trabalho para este endereço de e-mail: projetocova@gmail.com Design por Laracna D'Angels

Theme Support