25 de novembro de 2009

ESPECIAL DISCOGRAFIA DVAR - Hor Hor (2005)

Hor Hor – 2005





Tracklist

01 — Maadi Ya Haadi
02 — Hishmaliin
03 — Tzamihavar
04 — Eraam
05 — Hor Hor
06 — Yashaar
07 — Myadah
08 — Maad K'han
09 — Vaii Daha
10 — Annoahim
11 — Lyarrah 2
12 — Takhiir
13 — Hor Hor (2)
14 — Yashaar 2
15 — Akhi Raandah!
16 — Hiyari Naai
17 — T'ndara Kitah



Mais uma vez, o Lightawave, uma Alta Espiritualidade agora somando-se ao conteúdo musical que DVAR ao mundo dá. DVAR é uma banda mutante, em constante evolução, corajosa na elaboração de álbuns com personalidades distaintas senhores de uma Alma que podemos tocar.

Maadi Ya Haadi, alegre introdução, felicidades musicais presentes em uma ordenada expansão de notas abertas e fecundantes de nossas almas a elas abertas!

Hishmaliin, luz vibrante carregando a mesma Energia, esta Energia que DVAR assopra em nosso Ser qual uma alimentação permanentemente incrementadora das vibrações transcendentalizantes que se sucederão nas músicas que seguem-se às duas iniciais!

Tzamihavar, batida alegre, batida possante, canto alegre, canto possante, permitindo alegóricas viagens a pictóricos mundos onde estéticas musicais mais altas encontráveis estão!

Eraam, uma música que possui um exótico canto, que ao mesmo tempo evoca algo cômico faz permanecer um mistério bem latente que apenas os que buscam seus verdadeiros significados podem descortiná-los ao espiritual olhar...

Hor Hor, alegre passagem, alegre traje, DVAR permite uma festividade, uma festividade que DVAR adverte para que não seja excessiva, externada, mas internamente vivenciada!

Yashaar, o pedido e a recomendação de DVAR presentes acima manifestam-se mais claros nesta música, na qual os instrumentos estão menos elevados aos patamares festivos, na qual há uma suavização da percussão, admitindo que sempre há de imperar a conscientização de que o Interno deve festejar na sobriedade silenciosa que não berra aos quatro cantos do mundo as suas descobertas.

Myadah, MYADAAAAAAAAH, MYADAHHHHHHHHH, MYADAHHHHHHH, após a conscientização, o continuar da interna festividade, música de animada vocalidade, música de animada verbalidade!

Maad K'Han, verbalidade alegre continuada, vocalidade alegre continuada, esta ilunminante música faz uso de eletrônica em harmônico casamento vitalizante para com a percussão, soando como um tremular justo de encantadora execução!

Vaii Daha, música bem parecida com o ser e não-ser de Eraam, instigando os que se interessam em resoluções de mistérios a buscarem seus sentidos ocultos em um vocal dos mais estranhos aos ouvidos acostumados com as convencionais forma de canto a ser executado...

Annoahim, como um cântico executável em antigos templos iniciáticos dá o seu existir aos nossos ouvidos, ANNOAHIMMMMMMM, ANOAHIMMMMMMM, ANOAHIMMMMMMMM, mantra de DVAR para a calmaria do Interno Lar...

Lyarrah 2, segunda versão de uma música que seria lançada apenas no álbum Oramah Maalhur, batida tribal recomendando novamente seriedade, uma parada na alegria que vai e vem no álbum, DVAR, sábio, transmitindo como um Mestre Maior as pegadas que os Iniciados devem dar para obterem O Império Do Interno Lar.

Takhiir, transmissão dos silêncios d'alma, ocultamento das batidas no imperial momento silenciante d'alma...

Hor Hor (2), segunda versão acrescentando mais elementos que justificam a primeira abordagem diretamente senhora de sua existencialidade...

Yashaar 2, segunda versão, reforçando o pedido de DVAR presente na primeira versão, qual um golpe na consciência para que a mensagem eternizada nesta seja.

Akhi Raandah!, esfuziante potência, uma última interna explosão da interna festa proporcionada por DVAR antes de...

Hiyari Naai, elaborando uma conjuntura centralizadora de elementos mais sérios ainda, DVAR permitindo-se transmitir um tipo de sensação de alerta para algo que ocorre, DVAR alertando para este algo que ocorre, DVAR Despertando os que podem ouvir para este algo que ocorre...

T'ndara Kitah, DVAR fechando mais um álbum no Mistério Maior que o envolve, música basicamente situada em Caminhos mais obscuros, em Caminhos mais estreitos, DVAR, Semeando Os Estreitos Caminhos, recomenda a cuidadosa subida da montanha, Ascender Sempre Olhando O Local Onde Se Está A Pisar...
Share:

0 Ossos Lançados:

Tecnologia do Blogger.

Sobre Esta Cova







Inomináveis Saudações a todos!



Este é o blog do Projeto Companhia De Organizadores De Viagens Abissais (C.O.V.A.), o qual é totalmente voltado para a Arte Sombria, em suas manifestações através da Poesia, Literatura, Pintura, Desenho, Ilustração, Arte Digital, Música, Escultura, Arquitetura, Cinema e novas expressões artísticas e intelectivas que a todo o momento brotam das mentes dos que abordam tal temática. Com o intuito de reunir o máximo possível de artistas e interessados na mesma, então, aqui fundo este blog para divulgar o trabalho realizado nas páginas de mesmo nome existente no Forumeiros, além da elaboração de postagens com assuntos que não está no mesmo disponível.



Bem-vindos, Coveiros e visitantes!



Bem-vindos, cadáveres leitores!



Saudações Inomináveis a todos!



Inominável Ser

O COVEIRO

ADMINISTRADOR



Os Escribas Coveiros

Enterram-Se Nesta Cova:

Blog Archive

Labels

Covas Recomendáveis

Parcerias

Meu Perfil No Facebook

Lápides Eternamente Inderrubáveis

Recent Posts

Unordered List

Inomináveis Saudações! Escolham um de nossos banners e tornem-se Parceiros do Projeto C.O.V.A., enviando-nos o banner e o link de vosso trabalho para este endereço de e-mail: projetocova@gmail.com Design por Laracna D'Angels

Theme Support