27 de março de 2009

Albrecht Dürer - O Desenhista


Auto-Retrato - 1500




O Cavaleiro, A Morte E O Diabo - 1513-1514



Inomináveis Saudações a todos.

O Cavaleiro, O Frescor Alegório Dos Caminhantes Nas Estradas Existenciais.

A Morte, A Deusa Morte, Medidora Do Tempo Do Abrir E Do Cerrar Das Portas Existenciais De Todas As Coisas.

O Diabo, Missionário De Terror E De Maravilhas, Senhor Da Fronte Queimada E Da Fronte Vencedora.

Elementarmente confiante, cavalga O Cavaleiro.

Seguro e imponente na marcha de sua Existencialidade, cavalga O Cavaleiro.

Ao lado, A Morte, A Deusa Morte, Querida Deusa Morte.

Ao lado, O Diabo, O Doce Diabo, O Querido Diabo.

Vejam, O Cavaleiro não está a afastar-se da Morte.

Vejam, O Cavaleiro não está a afastar-se do Diabo.

A Morte, uma Amiga.

O Diabo, um Amigo.

O cavalo vai, seu trote é preciso, A Morte, A Deusa Morte, garantindo a sua via reta de encontros, encantos, desencontros, desencantos.

O cavalo vai, seu trote é preciso, O Diabo, O Amigo Diabo, impondo sua Força, impondo seus Ensinamentos, impondo suas Sábias Palavras n'alma do Cavaleiro, fazendo a Este encontrar O Dano Na Porta Do Inferno Terrestre E O Descanso No Leito Dos Que Cansados De Cavalgar Estão.

O Cavaleiro Reina.

A Morte, A Deusa Morte, Reina.

O Diabo, O Amigo Diabo, Reina.

A Morte, A Deusa Morte, também Amiga Do Cavaleiro, algo parece dizer-lhe, simbolizando que com todos os Cavaleiros Da Humana Estrada Ela está a dialogar, ouvimos as Palavras Dela, sentimos o Hálito Dela, beijamos os Lábios Dela...

O Diabo, Amigo Diabo, Doce Diabo, Belo Diabo, Lânguido E Sublime Diabo, tão bem quanto Sua Irmã, A Morte, Amiga Morte, Doce Morte, Bela Morte, Lânguida E Sublime Morte, dialoga com O Cavaleiro, simbolizando que sua companhia ao lado de todo ser humano é real e inegável, ouvimos as Palavras Dele, sentimos o Hálito Dele, beijamos os Lábios Dele...

O cachorro abaixo do cavalo ainda reforça a integridade do símbolo, é o fiel confiante espírito de mais forte sentido n'alma do Cavaleiro, pois os cães são da família da coragem e suas almas ditam o que todos nós, humanos, devemos ser: fiéis aos passos do Cavaleiro em nossas Almas Eternas, Amigos Da Deusa Morte, Amigos Do Diabo, Amigos Dos Nossos Ossos Que Já Estão Em Nossos Túmulos, Amigos Das Trevas Infernais Dos Primitivos Estados De Nossas Almas, Túmulos Que Devemos Abraçar, Primitivos Estados Que Devemos Compreender.

O Cavaleiro É O Primeiro Arcano, O Mago, Caminhante Na Confiança Do Terno Poder De Sua Magia.

O Cavaleiro É O Segundo Arcano, A Papisa, Compreendendo As Nascentes Dos Úteros Existenciais.

O Cavaleiro É O Terceiro Arcano, A Imperatriz, Tendo O Poder Esquilibrante De Seu Potente E Impassível Caminhar E Cavalgar.

O Cavaleiro É O Quarto Arcano, O Imperador, Iniciando E Continuando O Seu Caminhar E O Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Quinto Arcano, O Papa, Controlando E Governando O Seu Caminhar E O Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Sexto Arcano, Os Amantes, Escolhendo E Acolhendo O Seu Caminhar E O Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Sétimo Arcano, O Mago E O Papa Em Um Só Que Caminha E Que Cavalga.

O Cavaleiro É O Oitavo Arcano, A Justiça, A Balança De Seu Caminhar E De Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Nono Arcano, O Eremita, Conhecedor Dos Mais Sábios Do Seu Caminhar, Do Seu Cavalgar, Do Caminhar De Todos Os Seres E De Todas As Coisas, Do Cavalgar De Todos Os Seres E De Todas As Coisas.

O Cavaleiro É O Décimo Arcano, A Roda Da Fortuna, Girando Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Décimo Primeiro Arcano, A Força, Clareza E Alegria De Vencer Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Décimo Segundo Arcano, O Enforcado, Toma Consciência Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar Dos Erros Que Comete E Que O Fazem Cair Para Poder Melhor Ascender.

O Cavaleiro É O Décimo Terceiro Arcano, A Morte, Renovando-Se Em Suas Ascensões E Quedas No Caminhar E No Cavalgar Assassinando Aos Vários Infinitos Desvios Que Se Encontram Em Seu Negro Interior Mar.

O Cavaleiro É O Décimo Quarto Arcano, A Temperança, Interação E Integração Dos Pólos De Poder Formativos Da Criação Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Décimo Quinto Arcano, O Diabo, Potência Nobre Da Natureza Que Beneficia Aos Deuses De Si Mesmos Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Décimo Sexto Arcano, A Torre, Projetando Ao Solo Os Descaminhos Da Mediocridade Humana Que Acomete Os Vermes Da Humanidade Que São Os Seres Humanos Comuns E Submetendo Seu Caminhar E Seu Cavalgar Na Atitude De Construir A Mais Inquebrantável De Todas As Torres.

O Cavaleiro É O Décimo Sétimo Arcano, A Estrela, Autoiluminando-Se Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Décimo Oitavo Arcano, A Lua, Nas Marés De Sua Alma Sendo O Escorpião Realizador Das Defesas Contra Os Ataques De Seus Inimigos Ao Seu Caminhar E Ao Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Décimo Nono Arcano, O Sol, Emanando Suas Energias Eternamente Vencedoras Das Agruras Existenciais Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Vigésimo Arcano, O Julgamento, Poder Divino E Poder Altivo De Si Mesmo Em Seu Caminhar E Em Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Vigésimo Primeiro Arcano, O Mundo, Tudo É O Seu Caminhar E O Seu Cavalgar.

O Cavaleiro É O Vigésimo Segundo Arcano, O Louco, Caminhando Sem Fim, Cavalgando Sem Direção Final, Pois Assim Caminhar E Assim Cavalgar É Estar Acima De Sua Origem Primordial E Da Carne De Onde Se Originou A Sua Existência Material!

Um Ser pode Ser O Cavaleiro, que ao mesmo tempo é Senhor Da Sua Morte Interior e Senhor Do Seu Diabo Interior.

Um Ser, Em Seu Caminhar, Em Seu Cavalgar, Pode Ser Amigo Da Morte, Amigo Da Deusa Morte.

Um Ser, Em Seu Caminhar, Em Seu Cavalgar, Pode Ser Amigo Do Diabo, Amigo Do Doce Diabo, Amigo Do Belo Diabo, Amigo Do Sábio Diabo.

Este Ser É O Cavaleiro, O Mago De Sua Magia Encontrada Enfim Definido Na Magia De Seu Caminhar E De Seu Cavalgar.


Acompanhem aqui a continuidade desta tumular visão:


Albrecht Dürer - O Desenhista - Projeto C.O.V.A. - Forumeiros
Share:

0 Ossos Lançados:

Tecnologia do Blogger.

Sobre Esta Cova







Inomináveis Saudações a todos!



Este é o blog do Projeto Companhia De Organizadores De Viagens Abissais (C.O.V.A.), o qual é totalmente voltado para a Arte Sombria, em suas manifestações através da Poesia, Literatura, Pintura, Desenho, Ilustração, Arte Digital, Música, Escultura, Arquitetura, Cinema e novas expressões artísticas e intelectivas que a todo o momento brotam das mentes dos que abordam tal temática. Com o intuito de reunir o máximo possível de artistas e interessados na mesma, então, aqui fundo este blog para divulgar o trabalho realizado nas páginas de mesmo nome existente no Forumeiros, além da elaboração de postagens com assuntos que não está no mesmo disponível.



Bem-vindos, Coveiros e visitantes!



Bem-vindos, cadáveres leitores!



Saudações Inomináveis a todos!



Inominável Ser

O COVEIRO

ADMINISTRADOR



Os Escribas Coveiros

Enterram-Se Nesta Cova:

Blog Archive

Labels

Covas Recomendáveis

Parcerias

Meu Perfil No Facebook

Lápides Eternamente Inderrubáveis

Recent Posts

Unordered List

Inomináveis Saudações! Escolham um de nossos banners e tornem-se Parceiros do Projeto C.O.V.A., enviando-nos o banner e o link de vosso trabalho para este endereço de e-mail: projetocova@gmail.com Design por Laracna D'Angels

Theme Support