13 de agosto de 2018

Ciberpajé - Ao Caos Cotidiano



Ao Caos Cotidiano

Inomináveis Saudações a todos vós, Coveiros e visitantes!

Ao Caos Cotidiano é o décimo segundo EP do Ciberpajé, pseudônimo de Edgar Franco. Lançado aos 17 de outubro de 2017 através do selo Lunare Music, foi realizado em parceria com o projeto musical Merlin Box, de Denio Alves, um compositor, performer e instrumentista experimental de Minas Gerais. Trata-se de um contundente relato da decadente contemporaneidade, de um modo destroçado, assassinado por esta Humanidade. Sonoridade nervosa com vocais precisos no que tangem a uma verbalização do caótico momento da Raça Humana. Uma explosão de sensações que uma autêntica audição torna como um relato do que molda hoje o humano comportamento e viver.

O EP é composto por três Aforismos recitados com uma genuína emoção, objetivamente alcançando méritos próprios pelo ambiente que tocam e os contextos nos mesmos tratados. A seguir, um por um será analisado.




As cidades, dentro da Cinzenta Cidade que é o mundo inteiro, estão envenenadas e agonizam. Cobertas de cinzas, cinzas cumprimentando a todos pelas esquinas, oferecem aos Seres Humanos paliativos dos mais míseros, medíocres imbecilidades postas pela Mídia atual como grandes saudáveis tesouros. E todo o lixo psíquico se soma ao já tradicional lixo de vários tipos consumidos pelos robôs que são teleguiados para o excessivo cego consumismo. Tudo se tornando um modo de fuga dentro dos imensos templos modernos cujos Deuses são as grandes lojas e as grandes marcas. Música e demais Artes, desprovidas de naturalidade e alma, compõem o pacote dos consumidores famintos por distrações a todo instante. Distrações que levam ao Vazio. Distrações que levam ao Nada. Distrações que acumulam ainda mais cinzas. Montes de merdas aceitáveis. Montes de merdas agradáveis. Montes de merdas comestíveis.



A Contemporânea Tirania está no sorriso dos hipócritas, charlatães, ladrões, canalhas e bandidos que possam de benfeitores da Humanidade. São carniceiros engravatados, dos arranha-céus dos centros de todas as cidades aos altos escalões políticos. São também os falsos religiosos, os corrompedores do Verbo Divino, que transformam este no Verbo Profano de suas próprias ambições, loucuras e vaidades. São os que pregam grandes sonhos e grandes realizações que, na verdade, são tremendas dialéticas enganações de uma retórica frágil que somente engana mentes fracas. Mentes como a dos seguidores de tais enganadores sorridentes e amáveis que querem apenas o dinheiro dos mesmos. Enganadores enfrentados com cautela e certa distância por covardes que se dizem a favor da Verdade. Uma Verdade apenas para um determinado grupo e, não, para toda a Humanidade.




O Poder dos chamados “fortes” é efêmero. É Poder que canaliza corrupções várias. É Poder que canibaliza multidões cegas com espírito de gado já abatido sendo pelos “poderosos” consumidas. É Poder nas mãos de canalhas engravatados cheios de prepotência, arrogância, orgulho e vaidade. Não há nenhum Sábio entre eles, apenas brutos animais em busca de mais meios de aumentarem seu trágico efêmero Poder. Sábios almejam muito mais. Sábios desejam muito mais. Sábios desprezam as mundanidades. Sábios ignoram as futilidades. Para um Verdadeiro Sábio, o Poder é lixo descartável, esmagável e deteriorante da Unidade do Ser. Infelizmente, nenhum Sábio chega, hoje em dia, às esferas do Poder. Somente imbecis são escolhidos como Governantes ou ascendem a altos cargos. Somente monstros movimentam os atos e fatos do mundo contemporâneo em todas as latitudes e longitudes. E os Sábios são esquecidos, ignorados e apagados, já que silenciam a si mesmos por necessidade e proteção diante de cada atrocidade e crueldade presentes neste caótico mundo.


Para ouvir este EP, a mente deve se desfazer de todo pensamento de julgar o que é operado nos três Aforismos quanto aos elementos de suas abordagens. Classificar e reclassificar continuamente um trabalho como este é pura perda de tempo. Para uma melhor compreensão, se desfaçam do horrendo hábito da classificação e reclassificação. Sintam cada palavra dos Aforismos. Sintam a voz do Ciberpajé. Sintam a essencial beleza atmosférica evocada pela música junto às palavras. Sintam na imperturbabilidade. Sintam na imutabilidade. Sintam na integralidade.

E Sejam partícipes de uma clara visão sobre o verdadeiro caótico estado de nossa Humanidade dentro da Desgraça Contemporânea que nos tortura diariamente.

Saudações Inomináveis a todos vós, Coveiros e visitantes!


Link para download:




Edgar Franco, O Ciberpajé




Share:

8 de agosto de 2018

Tempo - Tradição Ártemis Mortis Lux


Criado com WiX.com.
Gostou?






TEMPO
Escrito por TRADIÇÃO
Ártemis Mortis Lux



Continuando com o tema sobre Imortalidade, há um fator importante: Tempo.

Não é possível negar as marcas do tempo no corpo e no ambiente de interação. Quem quer fugir disto é um tolo que vive em fantasias. Porém nada impede do Afiliado ver o tempo com outros olhos.  Como já mencionado em algumas Monografias, a sensação do “passar do tempo” pode ser reconfigurada para a sensação do eterno hoje. Que o tempo na verdade não passa, só existe o aqui e agora, o momento, o presente.  Logo a sensação do eterno momento presente, é uma forma de imortalidade e uma forma de fazer os afazeres, já que só existe o momento e uma chance de efetuar as tarefas ou decisões. Essa é a imortalidade mental. Neste é comprovado que falta de tempo é uma mera desculpa feita pelos Dormentes.

O tempo, do corpo físico, pode ser prolongado com a medicina atual e com uma alimentação balanceada. Porém com os estudos científicos atuais (vide mensagens anteriores) apontam que o corpo físico poderá funcionar por tempo indeterminado daqui a alguns anos. Isto é percebido pelo avanço das próteses: braços e mãos artificiais que funcionam com os impulsos do cérebro e dos músculos, órgão artificiais, olhos eletrônicos que permitem o retorno da visão etc. Isto é a possibilidade da imortalidade física.
Aos que chegaram às últimas Monografias, comtemplou o tema sobre a Imortalidade da Consciência. Que para os Dormentes é a “alma/espírito”. A possibilidade de continuar consciente após a morte física, através de várias técnicas para continuar absorvendo Força Vital. Esta é a imortalidade da consciência. Aqui não basta acreditar, ter a crença, tem de treinar, testar e averiguar os resultados em vida ainda.

Alguns "links" interessantes para o tema:

*Implante devolve movimento a tetraplégico:
*Prótese perna por impulsos do cérebro:
*Olho eletrônico devolve visão:





Share:

Imortalidade E Controle - Tradição Ártemis Mortis Lux


Criado com WiX.com.









A Imortalidade citada nas Monografias, pela Tradição AML, não é a imortalidade boba e infantil das religiões. Não é aquela imortalidade que vem através da adoração de um salvador ou de vários deuses, não é usar a fé como moeda de troca para uma espécie de salvação eterna repetitiva e monótona. A Imortalidade na AML é pensada e praticada, em primeiro lugar de forma Lógica... Para que depois, com a mente racional, buscar a imortalidade de forma mística. Porém o primeiro modo, de qualquer forma, puxa a outra forma.

Viver o eterno presente, se desprender da noção ilusória do tempo é praticar a Imortalidade. Viver o eterno hoje, perceber que passado e futuro são ilusórios. O que você faz agora, vai resultar em resultados no eterno hoje. Um “looping” temporal, onde ao acordar traz uma nova chance de tentar novamente, fazer melhorias com o que foi aprendido.

Este tipo de pensamento tira o ranço da percepção dos dormentes em relação ao tempo de vida. Muitos estimam viver pouco, com medo da morte ou simplesmente esquecem do assunto usando a muleta da religião, esperando uma salvação imaginária. Com isto, saem do “looping” e entram no processo socialmente aceitável: nascer, crescer, se formar, casar, ter filhos e morrer... Entram no processo comum, linha reta temporal, sem outras possibilidades. Sair desta percepção comum, de forma lógica, proporciona a transformação da mente para perceber outras formas de realidade, mais profunda. Percebendo que a consciência pode transformar o tempo em uma ferramenta e não apenas em uma esteira de produção. Aprende que a Consciência pode ser projetada além da vida na carne. Ela pode vibrar, se alinhar com possíveis dimensões para projetar a Consciência, após a morte, este sendo a percepção Mística, porém Lógica.

Realize seus desejos, alcance seus resultados, mude sua percepção, seja o seu próprio deus(a), um “vampiro” em vida, um deus(a) Predador, Devorador. Escolha a vida além do comum.





Share:

Esta Cova No Facebook

Meu Perfil No Facebook

Tecnologia do Blogger.

Sobre Esta Cova







Inomináveis Saudações a todos!



Este é o blog do Projeto Companhia De Organizadores De Viagens Abissais (C.O.V.A.), o qual é totalmente voltado para a Arte Sombria, em suas manifestações através da Poesia, Literatura, Pintura, Desenho, Ilustração, Arte Digital, Música, Escultura, Arquitetura, Cinema e novas expressões artísticas e intelectivas que a todo o momento brotam das mentes dos que abordam tal temática. Com o intuito de reunir o máximo possível de artistas e interessados na mesma, então, aqui fundo este blog para divulgar o trabalho realizado nas páginas de mesmo nome existente no Forumeiros, além da elaboração de postagens com assuntos que não está no mesmo disponível.



Bem-vindos, Coveiros e visitantes!



Bem-vindos, cadáveres leitores!



Saudações Inomináveis a todos!



Inominável Ser

O COVEIRO

ADMINISTRADOR



Os Escribas Coveiros

Minha foto
Inominável Ser
Apenas sou um Ser em constante construção. Quer saber mais? Leia meus blogs e saberá mais sobre mim.
Visualizar meu perfil completo

Enterram-Se Nesta Cova:

Blog Archive

Labels

Parcerias

Lápides Eternamente Inderrubáveis

Recent Posts

Unordered List

Inomináveis Saudações! Escolham um de nossos banners e tornem-se Parceiros do Projeto C.O.V.A., enviando-nos o banner e o link de vosso trabalho para este endereço de e-mail: projetocova@gmail.com Design por Laracna D'Angels

Theme Support